10/03/2009

USA 02-09-2005 Nova Orleans


Estou triste
Sinto que quero chorar
Meus olhos não tenhem lágrimas
Parece que vou rebentar
Esta tristeza
Que consome meu coração
É tristeza , é angústia
É desânimo , é impotência
Não poder estender a mão
Aos que sofrem este momento
Esta dor este tormento
De tudo terem perdido
O que tinham conseguido
Ás vezes com muito esforço
Mas o mal bateu á porta
Deixou tudo destruído
E tarda a chegar ajuda
Tarda a chegar alimento
E para as dores tratamento
País grande potência
Onde está a eficiência
De auxiliar os seus
Onde para o dinheiro
Para acudir de repente
Está na guerra maldita
Que deixa aflita gente
Ao ver morrer seus filhos
Agora dentro de casa
Governantes incompetentes
Não conseguem ajudar
Aqueles que estão a morrer
Á mingua de água e de pão
Os filhos de sua Nação

António da Costa

Sem comentários: