10/03/2009

Dono do Mundo



Os pingos da chuva que cai
São pingos de amor a sorrir
São flores que vem do Céu
São benções do Pai a cair
Vão caindo de mansinho
Como se fossem carinhos
Acariciam nossos rostos
Mostrando-nos
Que os desgostos
São das rosas os espinhos
Chuva que vais caindo
Não deixes que meu coração
Escondido bem cá dentro
Não viva esta emoção
De sentir este momento
Vem entra em meu corpo
Atravessa esta barreira
Penetra bem lá no fundo
Mostra-me Deus no seu trono
Não sou o dono do Mundo
Mas sou o filho do DONO



António da Costa

Sem comentários: